Testei  
23 de junho de 2011

A cada troca de coleções são lançadas novas tendências também em acessórios como bolsas e sapatos. No quesito bolsas então são clutches, bolsas grandes, bolsa box… Mas clássicos, são clássicos, e não saem de moda nunca. São peças curinga para compor qualquer look. Você conhece todos os clássicos?

O modelo Kelly da Hermés tornou-se popular após Grace Kelly utilizar o modelo da grife supostamente para esconder uma gravidez. Desde então a bolsa tornou-se um clássico e está no arsenal de muitas mulheres, apesar de seu preço salgado.
Já o modelo 2.55 da Chanel foi a primeira criação de Mademoiselle Chanel, seu nome é a abreviação da data em que foi criada Fevereiro de 1955. A fabricação desse modelo é totalmente artesanal e pode passar por até 180 etapas.
A bolsa Jackie da Gucci recebeu esse nome por Jackie Onassis, usuária assídua do modelo. Com o passar do tempo foi esquecido, mas relançado na era Tom Ford na Gucci.
A Louis Vuitton tem como carro chefe o modelo Speedy, existente desde 1933, o modelo tornou-se popular ao cair nas graças de Audrey Hepburn. Desde então foi lançada em vários tamanhos e estilos dentro das coleções da marca.
Mais um clássico da Hermés é o modelo Birkin. O modelo tem uma história bem curiosa, em um voô entre Paris-Londres, Jane Birkin derrubou acidentalmente os papéis que carregava em sua bolsa e ao seu lado, o diretor executivo da Hermés, prometeu criar um modelo de bolsa grande o suficiente para que carregasse seus documentos e papéis com elegância e comodidade. O sucesso é absoluto, e um modelo pode chegar a custar U$ 80 mil dólares.
Pra fechar, a caçula dos clássicos, Lady Dior. Já existente há algum tempo, o modelo tornou-se hit após, a então princesa, Lady Di começar a utilizar o modelo em várias ocasiões. Desde então, a bolsa leva esse nome e é sucesso de vendas no mundo todo.

Tão vendo só? Clássicos são o que são devido a uma história bacana. Em alguns anos poderemos incluir Balenciagas, Célines, Proenzas e muito mais!

.