Categoria: Viagem
 
12 de maio de 2017

Minha mãe sempre me disse “Nunca confie em pessoas que não gostem de fazer comprinhas”, bom na verdade isso é mentira, ela na verdade me fala todo santo dia quando estou viajando “Vê se não gasta dinheiro” hahahaha. Expectativa x Realidade né mores, quem nunca? Acontece que depois de algumas viagens você vai pegando o jeito da coisa, acumulando dicas e aprendendo o que realmente vale, ou não, a pena investir seu suado dinheirinho.

Por isso resolvi fazer esse post, para auxiliar pessoas que estão indo viajar para o exterior, pretendem comprar alguma coisa, mas não tem idéia se realmente está fazendo um bom negócio. A gente sempre tem aquela impressão de que em qualquer lugar vai ser mais barato que no Brasil né? E sim, geralmente até é mesmo, mas o X da questão é que tem coisas que valem mais a pena comprar na Europa por exemplo.

Não adianta gente, por mais que a gente diga que não, resista ao máximo, sempre vamos acabar caindo em tentação e fazendo uma comprinha ou outra em uma viagem. A oferta é grande demais para resistir, sei bem como é. Eu já desisti de resistir, e hoje em dia antes de embarcar para uma nova viagem saio pesquisando o preço de tudo que está na minha listinha de desejos.

Mas afinal, vale a pena comprar uma Louis Vuitton nos Estados Unidos? E aquele tênis maneiro da Adidas compensa comprar na Europa? A única forma de você descobrir é pesquisando muito. A minha intenção com esse post é tentar ilustrar pra vocês que existem grandes diferenças entre compras nos Estados Unidos e na Europa.

A Zara por exemplo, é uma marca européia e por isso comprar Zara na Europa é bem mais barato do que em outros continentes. Antes de ir para a Europa eu entrava nas lojas da Zara nos EUA e ficava me perguntando a razão das pessoas reclamarem tanto dos preços, já que eram bem similares aos do Brasil na conversão, e só fui entender a diferença quando entrei na primeira Zara na Europa. Lá sim a diferença é considerável.

Minha paixão são bolsas, mais alguém compartilha essa sentimento? E hoje reconheço que marquei muita bobeira ao comprar as que tenho. Não adianta gente, os itens de uma marca italiana sempre serão mais baratos na Itália, pois não é importação. Isso vale para a União Européia em geral ok? Assim como marcas americanas serão mais baratas nos Estados Unidos, é simples.

Recentemente eu tinha colocado na cabeça que queria uma bolsa da Louis Vuitton, e pesquisei os preços em todos os países por onde passaria, e o resultado é claro, a Louis Vuitton é uma marca francesa, sendo assim é mais barato comprar LV na Europa.

TAXAS E IMPOSTOS

Nos Estados Unidos você paga o imposto sobre os produtos na hora de fechar a sua compra, então sempre pesquise qual é a taxa de imposto da cidade que você está visitando e some esse % ao valor total do produto que você deseja. A política de tax free nos EUA ainda é raridade, existem poucos estados que fazem a devolução de impostos para estrangeiros, então tenha isso em mente.

Já na Europa a maioria dos países devolvem o imposto dos produtos, então considere essa % como um desconto final em cima da sua compra. Mais um motivo para dar preferência para comprar itens de grife e mais caros por lá.

Vou tentar exemplificar aqui pra vocês… Suponhamos que eu esteja de olho em uma carteira da Chanel certo? Temos aqui dois cenários diferentes para comprar essa carteira, ambos mais em conta que no Brasil, óbvio, mas observem as pequenas vantagens que uma pesquisa bem feita traz para o seu bolso.

Nos Estados Unidos – Suponhamos que a carteira custe $1.400,00 dólares, e eu esteja comprando ela em NY que tem uma tax de 8.875% (uma das mais caras do país). Eu vou pegar o valor da carteira e somar com a tax, dando um total de $1.524,25 dólares. Levando em consideração que você pague em cash, para não acarretar mais impostos como IOF, o valor total em reais é de aproximadamente R$ 4.953,81.

Na Europa –  A Chanel é uma marca francesa, então o preço base já é menor por lá. Suponhamos que a mesma carteira na europa custe € 1.100,00 euros, e eu esteja comprando ela na Espanha que tem tax free de 11% do valor total. Então vou pegar o valor da carteira e subtrair a tax free, dando um total de € 979,00 euros. Mesmo o Euro estando, hoje, um pouco mais caro que o dólar o valor total em reais é de aproximadamente R$ 3.416.71.

Vejam que no final obtemos uma diferença de R$ 1.537,10 entre um continente e outro? Ou seja, é uma excelente economia não?

Estou dando exemplo de itens mais caros, para vocês poderem notar que faz sim diferença. Pode ser que em itens de menor valor você não sinta tanta diferença, mas ela existe. Fiz uma tabelinha com alguns exemplos para vocês terem idéia do que vale, ou não, a pena comprar fora do Brasil.

Notem que existe uma variação grande de valores, e que tem item que chega a sair mais barato aqui no Brasil, PASMEM! Por isso a importância de se pesquisar antes de finalizar uma compra.

Um lembrete, leve sempre em consideração a possibilidade de ser taxado ao passar pela alfândega na chegada no Brasil viu? Tenha sempre em mente que, caso você não declare, você terá que pagar uma multa mais os impostos.

A internet é uma excelente aliada, não tenha preguiça e pesquise muito antes de fazer suas compras! Essa é a maior dica que eu posso dar pra vocês… Pesquise, calcule e arrase nas compras!


Testei  
11 de outubro de 2014

redirecionamento dona consumista

Eu sei que estou devendo este post e vídeo desde que voltei de NY, mas a correria foi tanta que só agora consegui gravar e listar tudo direitinho pra vocês.

Muitas pessoas querem aproveitar os preços I-N-C-R-Í-V-E-I-S dos EUA, mas muitas vezes não tem a oportunidade de pegar um avião e ir até lá… seja por não ter visto americano, por ter medo de avião, por não estar com grana suficiente…

Pensando nisso, a Vanessa (aka Dona Consumista) resolveu começar a trabalhar com redirecionamento, ou seja, você faz suas compras nos EUA, envia para a caixa postal dela e ela te envia aqui no Brasil ou qualquer lugar do mundo, no conforto do seu lar.

Como Funciona o Redirecionamento?

O primeiro passo é escolher o que você quer comprar, vou deixar uma lista com algumas lojas mais abaixo caso vocês não conheçam. Depois de escolher suas compras, você entra em contato com a Dona Consumista neste formulário, e depois de aprovar o seu “pedido” , você receberá os dados para a postagem e pagamento.

Pelo serviço de redirecionamento é cobrada uma taxa de U$15 dólares por compra, mais o valor do frete (EUA – Sua casa). 

10723609_785607991496973_1023936463_n 10728526_785607998163639_733934832_n

O que Pode Comprar?

Você pode usar o serviço de redirecionamento para comprar roupas, acessórios, sapatos, bolsas, cremes, cosméticos, maquiagem, enxoval…. Enfim, os únicos itens que não podem ser redirecionados são – eletrônicos, perfumes, produtos spray/aerosol, produtos químicos, velas.

Caso tenha dúvidas sobre algum item, leia o post da Dona Consumista aqui.

Onde Comprar?

Redirecionamento compras EUA

A maior parte das lojas americanas vende on-line, basta fazer uma rápida pesquisa no google que vocês certamente encontrarão o que procuram. Vou deixar o link de algumas lojas que eu costumo visitar quando estou por lá, ou mesmo para ver as novidades.

Forever 21 – Roupas e acessórios, tanto masculino quanto feminino, por preços bem amigos.

H&M – Sem dúvidas é a minha maior tentação, vide os vídeos de compras das viagens né?! Amo as roupas de lá.

Topman – Eu amo as roupas e acessórios da Topman, mulherada pode se jogar na Topshop.

Urban Outfiters – As roupas mais estilosas estão nessa loja.

American Eagle – Visita obrigatória, sempre rola umas promoções legais.

Macy’s – Loja de departamento onde é possível encontrar roupas, acessórios, coisas de casa, beleza… marcas variadas.

Bloomingdale’s – Outra loja de departamento bacana, algumas marcas de beleza que não encontramos na Sephora tem aqui, como Chanel.

Sephora – A maior gama de produtos de beleza.

Walgreens – Rede de farmácias

CVS – Outra rede de farmácias

Target – Supermercado onde você encontra de tudo um pouco, ótimo para comprar coisas de casa.

 

Dá pra comprar sem Cartão Internacional?

Caso você não tenha cartão de crédito internacional, ou paypal, você pode utilizar mais uma facilidade da Dona Consumista. Você passa o seu pedido, em cima do pedido completo (incluindo frete para o Brasil) será cobrada uma taxa de 18%, e você efetua o pagamento via depósito bancário.

Agora que já está tudo esclarecido, vou continuar dando uma olhada nos sites que eu listei aqui pra vocês e já fiquei de olho em um monte de coisas. Se tiverem alguma dúvida, deixa nos comentários ok?!


Categoria: Viagem
  Categoria: Vídeos
 
14 de julho de 2014

guiamiamibeachestilobifasicoluhsicchierolli.jpg

Já tinha estado 3 vezes no aeroporto de Miami em escalas, mas ainda não conhecia a cidade. E finalmente agora quando estávamos em Orlando fomos passar um final de semana por lá, e claro, eu não poderia deixar de fazer um post contando um pouco sobre essa experiência pra vocês.

Miami conseguiu superar todas as minhas expectativas, é uma cidade linda, com um clima delicioso e repleta de gente estilosa, bonita e alegre. Como toda cidade litorânea o clima é propício para a diversão né?!

praiamiamibeachhotelhollydayinn.jpg

praiamiamibeach.jpg

miamibeachguiaedicas.jpg

praiaemmiamibeach.jpg

miamibeachguiadicasfabisantinabempatricinhanicoleluhsicchierolli.jpg

Saímos de Orlando no sábado, após o almoço, e a viagem durou aproximadamente 4 horas (380 km). Mas a estrada é super boa, então é tranqulo… Bom, tudo bem que a coitada da Paty teve que dirigir sozinha pois o seguro dela só cobre ela, mas chegamos vivos e prontos pra festar. Existem duas opções de estrada, a I-95 ou a Turnpike (pela orla) mas fomos pela I-95. Gastamos aproximadamente $80 de gasolina.

Nos hospedamos no hotel Holliday Inn, que fica na Collins Avenue bem no centro de Miami Beach e cheio de comércio em volta, além de ser perto de tudo e ter uma vista maravilhosa para a praia. Como comentei com vocês no vídeo, pagamos $200 na diária do quarto quádruplo com café da manhã, tudo bem que a gente acordou tarde e perdeu..mas tinha!

O hotel tem um acesso privativo para a praia, que é feito com o cartão do quarto. Achei isso uma facilidade e tanto, e a praia que fica em frente é maravilhosa, super limpa e organizada. Além de ter uma piscina super convidativa no próprio hotel.

luhsicchierolliemmiamiguiadicas.jpg

chiquenobaldeemmiamibeachluhsicchierolliguiamiami.jpg

napraiaemmiamibeach.jpg

Existem muitas opções de entretenimento em Miami Beach, tanto noturno quanto diurno. Como comentei a cima, fomos pra lá na intenção de conhecer a noite da cidade, então fomos à duas baladas por lá…Só tem um problema, não consigo lembrar o nome de nenhuma das duas (Ops, malz ai). Mas vale a dica de pesquisar com antecedência quais são as melhores, e o que rolará na noite de sua preferência. Vale lembrar que para entrar nas baladas em Miami é necessário ter 21 anos, e só é permitido o consumo de bebidas alcoólicas a maiores de 21 anos também.

Para quem gosta de tomar uma biritas a mais na balada, deixo minha dica que beber em dólar sai caro, então uma ótima opção é passar em alguma farmácia ou Liquor Store e compre algumas bebidinhas para o seu esquenta. Lembrando que bebidas com maior teor alcoólico como vodka só são encontradas nas liquor store devido às leis americanas. Mas na farmácia tem cerveja, vinho e champagne, que foi a nossa escolha. Pagamos $15 dólares em cada garrafa de Chandon e fomos nos arrumar felizes e chiques no balde.

luhefabiemmiamidicasdemiamihotelpassagemguia.jpg

hotelhollydayinnmiamicollinsavenuesdicasdemiamiluhsicchierolli.jpg

baladaemmiamiguia.jpg

A maior parte das baladas exige um dress code específico, bem diferente daqui. Então meninos, tenham em mente que para entrar vocês devem estar bem vestidos, de calça e sapato! Achei meio chatinho isso, por se tratar de uma cidade litorânea, mas tudo bem… I was in Miami Beach, Bitch! hahahaha

E vale lembrar também que lá nos EUA, eles escolhem quem entra ou não em algumas baladas, então quanto maior a montação…Maior a garantia de que terá entrada liberada na balada.

Por fim, ainda falando em balada, você não deve estar querendo ser preso e deportado né?! Então esqueça qualquer possibilidade de beber e sair dirigindo por lá! Em Miami tem taxi pra todo lado, e não dependendo da distância nem sai tão caro assim.

asruasdemiamioceandrive.jpg

No dia seguinte, fomos à praia e depois partimos com destino à Ocean Drive, uma rua super animada e cheia de restaurantes, bares e baladas. Essa rua é sem dúvidas um paraíso! Você fica por horas lá sem sentir o tempo passar, é uma delícia.

Optamos por almoçar lá, não me odeiem mas eu esqueci o nome do restaurante também. Mas não tem erro, são várias opções e todas no mesmo estilo. Optei por comer uma saladinha, pois estava muito calor no dia. Tomamos uns drinks gigantes e passamos a tarde toda por ali papeando e vendo o movimento.

almocandoemmiamibeach.jpg

E por fim, demos um pulo lá no Miami Ink para conhecer, e ai vocês já sabem… acabamos fazendo uma tatuagem por lá! Falei tudo sobre a minha nesse vídeo.

IMG_1320

Se valeu a pena ir pra Miami? Sem dúvidas, e com certeza quero voltar lá um dia! Me apaixonei pela cidade, pelo clima e pela diversão. Por mais que eu viva 100 anos, nunca esquecerei dos momentos que passamos juntos lá!

E pra ajudar nesse recordação, fiz um resumão em vídeo com trechos dos vlogs e quero dividir com vocês!

Não deixem de conferir todos os vlogs da viagem no meu canal, no da Fabi, no da Paty e no da Nicole.