Categoria: Beleza
 
19 de maio de 2017

Bora falar de base nacional, com preço amigo e qualidade bacana? Recebi recentemente a nova linha de alta cobertura HD da Vult, tanto base quanto corretivo, mas queria testar junto com vocês em vídeo e com as viagens acabou atrasando um pouquinho.

Lembrando que a intenção desse vídeo é dividir com vocês as minhas primeiras impressões do produto, e aproveitei também para mostrar todas as cores na pele para que vocês possam comparar e tentar identificar o melhor tom pra vocês. Então, aguardem que em breve eu faço uma resenha mais completinha por aqui, falando sobre duração e outros aspectos que ainda não consegui avaliar nos produtos.

Eu me surpreendi muito com essa base, de muitas nacionais que já testei, foi uma das que melhor funcionou na minha pele. Deixou um acabamento bonito, e não deixou a pele com uma textura grosseira. Realmente uma boa opção baratex de base HD, curti muito!

Outro ponto super positivo, é que a Vult desenvolveu uma gama bem bacana de cores, atingindo assim várias tonalidades de pele. Muito bom ver que as empresas estão prestando mais atenção nessa variedade de tons, e que nos dias de hoje fica mais fácil de encontrarmos um produto que tenha o tom da nossa pele e com um preço que cabe no bolso.

Espero que gostem, e me contem também sobre a experiência de vocês com os produtos ok? Aguardem que em breve trago a resenha completa aqui pra vocês.


Categoria: Beleza
 
17 de maio de 2017

A febre do momento são as bases cushion, essa tendência que começou lá na Ásia já tomou conta do mundo todo, inclusive já existe versão nacional do produto. E tinha um tempo que estava de olho na versão da Maybelline do produto, a Dream Cushion, e finalmente agora em Orlando eu encontrei a base pra comprar.

Como comprei ela nos primeiros dias da viagem, acabei usando ela por lá mesmo, e agora depois de testar por alguns dias aqui em São Paulo, já tenho minha opinião formada para compartilhar com vocês.

A promessa da Dream Cushion é de um produto com cobertura média, acabamento luminoso e textura leve. Não sei nem dizer qual me chama mais atenção, afinal é tudo que eu gosto em um só produto.

Mas como eu ainda não havia testado nenhuma base cushion na minha pele, não sabia o que esperar exatamente do produto. É fácil comparar uma base líquida à outra, ou uma cremosa… Mas quando se trata de uma textura nova, acabamos ficando um pouco sem referências não é mesmo?

Escolher a cor desses produtos de farmácia é uma grande loteria, dificilmente você vai encontrar um tester nas lojas, então o lance é tentar buscar referências na internet antes de arriscar né? Eu gosto de viver perigosamente, e comprei sem ter a mínima noção de qual seria a minha cor. Arrisquei na terceira mais clara – 20 Classic Ivory, e a cor rolou super!

A embalagem da base é característica dos produtos cushion, na parte superior fica a esponja aplicadora, e no compartimento inferior a esponja embebida em base. Na verdade a impressão é que a base fica abaixo dessa esponja, e que quando você pressiona ela meio que refina a quantidade que te entrega de produto no aplicador.

Outro ponto positivo da embalagem é a praticidade, esse mecanismo da esponja evita que você faça sujeira na hora de manusear o produto, e o torna também uma excelente opção para carregar no necessaire em viagens ou mesmo no dia a dia.

Eu confesso que geralmente torço o nariz para esses aplicadores que vem com os produtos, mas como o produto foi feito para ser aplicado com ela eu resolvi testar e olha, AMEI! E pra ser sincero, nem tentei outra maneira de aplicar, afinal a esponjinha funciona super bem! Só acho que deviam mandar uma substituta junto né? Não consigo imaginar como ela estará daqui há algum tempo.

Uma dica bacana para dar um acabamento ainda mais incrível, é dar polimento à pele com um pincel depois de aplicar a base com a esponjinha. Mas isso é só um complemento, eu mesmo tenho aplicado geralmente só com ela.

Mas agora vamos finalmente falar melhor sobre o produto, certo? Sim, me apaixonei desde a primeira aplicação! O acabamento dessa base na pele é muito bonito real/oficial. Com uma pequena quantidade de produto você consegue uniformizar o tom da pele, e ao mesmo tempo ele deixa a pele com um aspecto lindo de viço. A famosa pele de ryca e bem cuidada que tanto sonhamos sabe?

A textura do produto é tão leve e fresca, que é uma delícia aplicar a base no rosto. E por mais que ela não tenha uma fórmula seca, ela fica super confortável na pele. Aquele tipo de base que você usa o dia todo sem notar, eu AMO isso! Inclusive foi a base que usei TODOS os dias durante a viagem.

Falando em cobertura, eu sinceramente não enxergo a Dream Cushion como uma base de cobertura média, e não acho que isso seja ruim. Ela tem uma cobertura leve mais alta que o convencional, pigmenta e uniformiza a pele sem deixar uma aparência ruim.

Se você tem pele oleosa talvez este produto não funcione com você. Por ter essa característica mais luminosa e hidratante, certamente você terá problemas com a junção do produto mais a oleosidade da sua pele. Eu mesmo, com pele mista, tive alguns momentos de discórdia com ela durante a viagem.

Principalmente nos dias de parque onde enfrentava calor intenso, sol, suor, ar condicionado…. Geralmente no final do dia a pele estava com vários pontos de oleosidade, principalmente na zona T.

Por esse motivo eu esperei chegar e testar por aqui para ter uma opinião formada sobre ela, afinal aqui já está ficando mais friozinho. E sim, ela tem funcionado muitíssimo bem, fica intacta por horas na pele, e mantém o aspecto fresco do momento da aplicação. 

Como ainda não existe uma previsão de quando a Maybelline vá trazer a Dream Cushion para o Brasil, e nem se realmente trará, eu já aproveitei e comprei uma de estoque no final da viagem, só pra garantir de não ficar sem essa belezinha que tenho amado tanto usar. Sem dúvidas uma excelente opção para quem procura uma pele bonita, cobertura leve e acabamento natural.

Sem dúvidas o único defeito dessa base, na minha opinião, é ela ainda não estar à venda por aqui… Então, alô Maybelline, traz logo a Dream Cushion pro Brasil sua linda!


Categoria: Beleza
 
15 de maio de 2017

Que tal uma base que tenha uma boa cobertura mas ainda assim deixe um aspecto de pele nada? Pois então hoje vamos falar sobre a Naked Skin da Urban Decay, que tenho usado há um tempinho e finalmente venho resenhar pra vocês por aqui.

Na verdade eu vinha usando essa base de vez em quando, pois tinha recebido uma um pouco escura (3.5) para o meu tom de pele, mas recentemente a marca me enviou na cor que deu perfeitamente no meu tom de pele (2.0), então vim correndo fazer as fotos e falar dela pra vocês.

Já tem um tempão que ouço falar bem dos produtos da linha Naked da Urban Decay, e tinha uma super curiosidade para testar essa base. E olha, me arrependo de não ter testado ela antes viu? Ela é incrível!

Mas antes de expor o meu ponto de vista, vamos ver o que a marca promete com esse produto?!

Uma base líquida, leve e invisivel que cria um acabamento luminoso e semi-mate. Sua fórmula ajuda a pele a ficar com um acabamento iluminado e natural. Naked Skin é formulada por esferas de difusão de luz que deixam o seu look com um toque profissional. Base Naked Weightless Ultra Definition Liquid Makeup permite que vocês construam sua própria cobertura e customizem seus look. A Base Naked está disponível em várias cores e tem acabamento mate, luminoso mas não brilhoso.

E realmente, a Naked Skin da Urban Decay é uma base que surpreende. Quando tive meu primeiro contato com a textura dela, e observei que era bem levinha, jamais julgaria que ela teria uma cobertura tão boa! Uma camada na minha pele já é mais que o suficiente para uniformizar o tom da pele e esconder algumas imperfeições.

Além de ter uma pigmentação bacana e proporcionar essa cobertura média, a base tem também um acabamento luminoso que com a luz ideal deixa a pele impecável. Eu gosto de aplicar com a Beauty Blender, mas super rola de aplicar a Naked Skin com duo fibre, flat top e até com as mãos, na verdade ela é o tipo de base que não tem erro sabe? Textura fácil de trabalhar, e acabamento lindo.

Notem no antes e depois que a Naked Skin uniformizou super bem o tom da pele, mas não deixou com aspecto pesado nem chapado, o que pra mim é uma excelente característica, principalmente no caso da pele masculina.

Apesar de ter acabamento mais luminoso, a Naked Skin é uma base bem sequinha e adere super bem na pele. No quesito transferência ela também se comporta super bem, e a durabilidade é ótima! Na minha pele ela fica intacta por tranquilas 7-8 horas.

Em comparação com a All Nighter, base recém lançada pela UD, eu diria que o acabamento da Naked é mais sutil e faz mais o meu estilo. Porém vale ressaltar que ambas tem propostas completamente diferentes.

Sem dúvidas a Naked Skin é uma excelente opção de base para você chamar de sua, principalmente os meninos viu? Vocês encontram ela on-line aqui no site da Sephora