Categoria: Moda
 
17 de dezembro de 2014

estilo_bifasico_1

E ai, pessoal! Como vão vocês? Tem aquelas vezes que não temos ideia do que colocar no corpo, não é? É um saco isso. E principalmente quem procura melhorar sua maneira de se vestir, às vezes bate aquela indecisão ou medo de arriscar.

Pois bem, para os rapazes que querem fazer bem na hora de montar um look, construí um pequeno guia, que na verdade não é composto de regras, mas sim de dicas bem interessantes para abrir um pouco a mente de vocês.

estilo_bifasico_2

Muita gente confunde esse ponto com “ser magro” ou “ser malhado”, como se estilo fizesse parte apenas de um padrão, o que é errado.

O ponto chave é: quando você sabe como é seu corpo e sabe aquilo que te agrada nele, fica muito mais fácil pesquisar peças por ai.

Exemplo: eu tenho ombro largo e gosto bastante desse detalhe, então procuro peças que valorizem essa parte do meu corpo. A dica é você se olhar no espelho e ver como seu corpo é, simples assim.

Com o tempo, você treina seus olhos para as qualidades e não somente pros defeitos. Sua confiança aumenta e você vai perdendo o medo de investir no seu estilo.

estilo_bifasico_3

Na minha humilde opinião, não tem como você ter seu estilo se baseando nos outros. Inspirações sempre iremos ter, e justamente por isso estamos aqui falando sobre moda, mas tem alguns traços de nossa personalidade que são únicos e que podemos imprimir na nossa maneira de nos vestir, sem grandes complicações.

Por isso, seja você!!!

É importante ter confiança na sua maneira de se ver, porque isso faz toda a diferença na forma de apresentação. Moda, antes de algo comercial, é expressão e você tem livre poder sobre ela. Arrisque-se!

estilo_bifasico_4

A moda sempre teve esse poder enorme de ditar regras, mas elas estão por ai para serem quebradas. Exageros (tanto pra mais, quanto pra menos) podem sim fazer parte do look, mas com uma medida chamada equilíbrio.

Ou seja, você pode usar um look super chamativo, mas é melhor que as peças conversem entre si (o que é diferente de combinar).

Assim, o choque visual é menor. Um grande exemplo é usar a mesma estampa na parte superior e inferior da roupa, o famoso conjuntinho. Se as peças tiverem equilíbrio, fica super diferente, divertido e o melhor: faz sua marca com a sua personalidade.

estilo_bifasico_5

Uma grande dúvida que todo mundo tem e que desmotiva muita gente, que na verdade é um enorme mito. Não, você não precisa ser rico pra ter um estilo legal.

Para você ter uma ideia, as grandes tendências atuais são inspiradas em grupos underground, como os grunges e punks, que se vestiam com roupas D.I.Y e de produção própria, brechós e roupas dadas.

É um grande erro achar que o valor de uma construção visual esteja no preço, pois há muita peça de roupa cara por ai que não vale o preço que tem. Lógico que se você pode investir num look um pouco mais “ostentação”, deve. Porém, quem não tem essa facilidade, pode construir seu estilo com o que tem: brechó, lojas de departamento, roupa herdada dos parentes e por ai vai.

Enfim, curtiram rapazes? São pequenas dicas que, com a prática, podem iluminar um pouco a cabeça de vocês. Sei que muitas ai curtem dar uma mudada no visual, mas tem medo de arriscar. O importante é estar bem consigo mesmo, porque quando você é confiante, nada no mundo te abala.





gravatar Daniel Lourenço
1
17 de dezembro de 2014 às 12:28 PM

Muito legal Luh, vc é uma inspiração para mim, não somente no seu estilo, mas também no jeito de ser. Como a Camila falou o brasileiro é muito clássico, e é a partir do seu blog e de muitos outros que vamos quebrando esse tabú que muitas vezes chega a ser “brega” . Parabéns 🙂

(Responder)

Gabriel Moreira

Rapaz, obrigado! 😀
O Luh sabe como explorar os assuntos e ir quebrando esses conceitos ultrapassados.

(Responder)